16 mar

Cavalos distinguem diferente emoções em Humanos

horse

 

Os cavalos são conhecidos pela sua estreita relação com os humanos e pelos bons resultados em diversas terapias. Um novo estudo veio agora comprovar que estes animais identificam emoções dos humanos, sendo capazes de distinguir nas expressões faciais, emoções positivas e negativas.

Uma equipe de psicólogos da Universidade de Sussex, no Reino Unido, elaborou no ano passado um dicionário de expressões faciais que podem ser identificadas por cavalos. Uma compilação que pretendeu demonstrar a capacidade dos equinos em ler o rosto dos humanos.

Este estudo concluiu que a reação dos cavalos acontece não apenas quando os animais estão na presença de pessoas, mas também quando lhes são mostradas fotografias com diferentes expressões de humanos.

Os investigadores referem, na publicação Biology Letters, que foram mostradas a 28 cavalos de diferentes estábulos várias fotografias de humanos, numas eram exibidos expressões positivas, noutras negativas. Sorrisos sinceros de felicidade alternavam com dentes cerrados e semblantes carregados. Estas fotos foram mostradas aos animais por voluntários que não conheciam o conteúdo das imagens.

O que se concluiu foi que os cavalos conseguiam identificar as diferenças. Perante um rosto zangado, a reação dos animais é clara, mostram-se incomodados, viram a cabeça e o ritmo do seu batimento cardíaco aumenta.

O que é particularmente interessante, e que é agora demonstrado nesta investigação, é que os cavalos são capazes de ler emoções, mesmo indiretamente. Já se sabia que os cavalos são animais socialmente sofisticados, mas esta é a primeira vez que se comprova que eles distinguem entre expressões faciais positivas e negativas.

E mesmo com toda esta consciência e com toda a sensibilidade que já se sabe que eles tem, são cruelmente explorados para as mais diversas atividades: tração, consumo, montaria, extração de sangue e tantas outras.

Fonte: www.olharanimal.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.